Home » Serviços » Mulher » Fisioterapia para o Períneo

Fisioterapia para o Períneo

O períneo é um conjunto de fáscias e músculos entrelaçados conhecido como o “chão da pélvis”
ou, em linguagem mais técnica, pavimento pélvico.

O pavimento pélvico desempenha diversas funções no corpo. Por um lado, suporta órgãos como a bexiga, o útero e o reto. Na posição vertical, quando funcional, comporta-se como um trampolim: suficientemente suave para amortecer os movimentos do corpo e suficientemente sólido para manter os órgãos no seu devido lugar. Por outro lado, ao envolver a ureta e o ânus, estes músculos desempenham também um papel importante para a nossa continência.

Esta região tem igualmente uma função postural. Em conjunto com outros músculos, confere à nossa coluna a estabilidade necessária para as tarefas do dia-a-dia. Por fim, mas não menos importante, tem ainda um papel importante na sexualidade – quando funcional, contribui para o prazer na relação, mas quando comprometido pode ser responsável por sintomas de dor ou desconforto antes, durante ou após o ato sexual.

 

Função e Disfunção

Os músculos do pavimento pélvico devem ser capazes de contrair para manter a continência, mas também de relaxar para permitir a micção, os movimentos da bexiga, a função sexual e, numa altura muito especial da vida da mulher, o parto. Só assim se pode dizer que estamos perante um períneo funcional.

 

consulta_do_perineoA disfunção do períneo pode acontecer quando estes músculos estão muito fracos (hipotónicos) ou demasiado tensos, de tal forma que não conseguem relaxar (hipertónicos). É também possível que estes músculos apresentem um padrão combinado de tensão excessiva em determinadas áreas e “fraqueza” em outras.

 
Quando os músculos estão fracos, a mulher sente a vagina “laxa”, “flácida”, “aberta”. Podem assim surgir patologias como a incontinência urinária (perdas de urina) e prolapso (descida) dos órgãos pélvicos

É importante referir que a incontinência não deve ser considerada normal ou “típica da idade”. Qualquer perda de urina deve ser valorizada pela mulher, sendo que quanto mais cedo o problema for abordado melhor o prognóstico da condição.

 

Quando os músculos estão demasiado tensos, a mulher está também suscetível a determinadas condições, como a incontinência urinária, dor pélvica crónica, dispareunia (dor durante o ato sexual), vaginismo (espasmos involuntários da vagina que causam, entre outros sintomas, dor à penetração) e vulvodínia (dor crónica na área da vulva).

 
COMO PODEMOS AJUDAR?

As disfunções do períneo podem ser tratadas e, na maior parte dos casos, revertidas com bastante sucesso. O primeiro passo é conseguir um bom diagnóstico, por um médico da especialidade ou por um Fisioterapeuta com formação na área. Posteriormente, é estabelecido um programa de intervenção que, à excepção dos casos mais graves, pode evitar a intervenção cirúrgica.

Na Gimnográvida, a nossa Fisioterapeuta realiza, numa primeira consulta, uma avaliação detalhada e estabelece, em conjunto consigo, os objetivos do tratamento. A partir daí, grande parte do sucesso da intervenção está dependente do seu empenho e colaboração.

 

Marcações:

Para fazer a sua marcação envie-nos um e-mail para geral@gimnogravida.pt com a sua disponibilidade e número de telemóvel, para que possamos entrar em contacto consigo.